Agradável final

Atualizado: 24 de nov. de 2020



Preferia dançar, vestido de dor.

No momento, em que me foi despedir.

Mas pelos vistos não se chama amor,

Aquilo que um instante, nos quis unir.

A facilidade, não é então estranha...

Quanto muito formiga, mas não arranha...

Como a água de nascente é boa! É doce!

Sobretudo, quando não nasce à toa.

Fosse nessa altura, a altura que fosse....

Sempre tentei procurar o sentido.

Nunca no sentido, que hoje faz.

…Enfim, esta aparência desvanece.

Com tudo falado e compreendido.

Agora aproveitemos. Sobra a paz.



8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fala-me a cantar! Porque gosto de ouvir tua música, Entre cada suspirar. Faz-me um concerto! Pois meu coração, já te fez o altar. E se sentou perto. Põe-me a chorar! Dos motivos mais belos. Que só o a