Louco amor

Atualizado: 24 de nov. de 2020


Sem teu peculiar perfume,

O ar, não tem qualquer valor.

Respiro, só por costume.

Vejo o meu peito, incolor.

Desastroso desprimor.

Esse, que teimas mostrar,

Fosse a memória falhar.

Não mereces o meu lume.

Tão pouco, o meu inocente amor!

Porém, teu gato, rebolo.

Gatinho ao teu pravo leme.

Seria isto uma tortura!

Não me assumisse eu, o tal tolo!

E tu, a minha tal loucura.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fala-me a cantar! Porque gosto de ouvir tua música, Entre cada suspirar. Faz-me um concerto! Pois meu coração, já te fez o altar. E se sentou perto. Põe-me a chorar! Dos motivos mais belos. Que só o a